Dezembro Verde é um alerta para o abandono de animais no Brasil

line break Nutrivet



Dezembro Verde é um alerta para o abandono de animais no Brasil




A campanha Dezembro Verde nasceu em 2015 a partir da idealização do protetor e ativista Francisco Alex Carlos Paiva (Alex Paiva) no intuito de conscientizar a população sobre o a guarda responsável de animais de estimação; alentando-os sobre abandono e maus tratos no Brasil, pois, segundo a presidente da Comissão de Direito dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) subseção Juiz de Fora, Flávia Fonseca Taroco, no Brasil há 30 milhões de animais abandonados que vivem nas ruas e em situações degradantes.

De acordo com a protetora e integrante da Federação Brasileira de Proteção Animal (CBPA), Drika Morais, em conversa com Alex Carlos e outros protetores, detectaram a urgência de se falar sobre abandono e maus-tratos de animais, já que é nesse período que os casos aumentam

Por conta das férias e da época de festas (Natal e Ano Novo), o mês de dezembro a fevereiro é o período em que há mais abandonos de animais. Por este motivo, a campanha foi escolhida para ser veiculada justamente neste mês. Além de que, dia 10 de dezembro é homenageado como Dia Internacional dos Animais, e isso também contribuiu para a escolha do mês.

A cor verde foi escolhida para chamar atenção à preservação e cuidado com a natureza e meio ambiente, já que os animais também fazem parte da pauta “preservação e cuidados com o meio ambiente (fauna e flora)”.

As Organizações não Governamentais (ONG’s) trabalham duro e diariamente para conter, acolher, restabelecer a saúde e o bem-estar desses animais em situação de rua. Para que posteriormente, possam estar aptos para adoção.

Além de conscientizar sobre a importância da guarda responsável, é imprescindível também dar força para a adoção de animais, mesmo porque as ONGs e protetores independentes enfrentam dificuldade na hora de encontrar famílias dispostas a adotarem. Sendo cão adulto ou idoso as chances diminuem drasticamente. Ainda que esteja mudando, que a população esteja mais aberta para adoção, as estatísticas continuam subindo e o abandono continua crescendo.

PENAS PREVISTAS POR LEI

Segundo Flávia Taroco, a lei federal 9.605/98 prevê as penalidades em casos de maus-tratos. “Além disso, a lei municipal 2.345/2011 também aborda este tema. O texto afirma que o dono do animal é responsável por ele, por isso, a pessoa precisa prover a alimentação, alojamento adequado, bem-estar, saúde deste animal”, disse. (Trecho retirado do portal Olhar Animal. Clique aqui para ler na íntegra).




Comentários


Os comentários estão desativados.