A importância de vermifugar seu equino!

line break Nutrivet



A importância de vermifugar seu equino!




Equinos são animais herbívoros, sendo assim, possuem uma suscetibilidade elevada de infecções por causa de parasitas.

O manejo incorreto ou ausência de vermifugação pode acarretar sérios problemas à saúde desses animais, prejudicando desde o seu desenvolvimento (uma vez que a verminose atrapalha a absorção de nutrientes, favorecendo a perda de peso do cavalo), até quadros de cólica severa, pois a alta liberação de vermes no sistema digestório pode levar a obstrução das alças intestinais, levando até mesmo o animal a óbito se não identificado a tempo.

Devido a esses e outros problemas, o manejo de vermifugação deve ser seguido a risca desde sua infância, no caso de potros, até éguas prenhas e animais idosos.

Agora que você já sabe a importância de vermifugar seu equino, leia abaixo algumas dicas e outras informações sobre o protocolo correto.

 

Dicas sobre vermifugação

– A vermifugação deve ser inciada aos 60 dias de vida;

– Refaça o protocolo a cada 60 ou 90 dias dependendo do último princípio ativo utilizado.

*Para saber o tempo exato entre uma vermifugação e outra, consulte um Médico Veterinário;

– Éguas prenhas podem ser vermifugadas antes do terço final da gestação;

– Troque sempre o princípio ativo do vermífugo para que esse não crie uma resistência no organismo. Alterne sempre entre princípios simples e compostos;

*É importantíssimo consultar um Médico Veterinário, pois há moléculas (princípios) que são excelentes, porém possuem restrições para potros e éguas prenhas. Ele orientará de acordo com a necessidade do animal.

 

SAIBA MAIS

De acordo com o portal da Ouro Fino Saúde Animal, os animais parasitados apresentam sintomas como: fraqueza, pelagem áspera, crescimento lento, cólicas e diarreias. Clique aqui para ler mais sobre os tipos de vermes e sua abrangência.




Comentários


Os comentários estão desativados.